STAR WARS: Mark Hamill acende uma luz sobre o que aconteceu com Luke após O Retorno de Jedi

O ator Mark Hamill, que interpreta Luke Skywalker, dá dicas sobre a história de fundo do personagem.

A Entertainment Weekly lançou essa semana uma enorme quantidade de fotos exclusivas e entrevistas sobre Star Wars: Os Últimos Jedi (The Last Jedi).  Enquanto isso, a Disney ainda está guardando detalhes do enredo a sete chaves. De qualquer forma, sempre são divulgadas algumas dicas interessantes sobre o filme. Em uma das últimas postagens da EW, Mark Hamill fala sobre o estado de espírito de Luke Skywalker quando encontramos ele em Os Últimos Jedi, e fala algo sobre o que ele fez desde os eventos do Retorno de Jedi.

De acordo com Hamill, o exílio de Luke está profundamente enraizado em sua culpa pelos erros que cometeu ao tentar treinar seu sobrinho Ben Solo, mais conhecido como Kylo Ren, para que se tornasse um Cavaleiro Jedi:

[Luke] cometeu um grande erro ao pensar que seu sobrinho era o escolhido, então ele investiu tudo o que tinha em Kylo, ​​assim como Obi-Wan fez com meu personagem. E ele é traído, com conseqüências trágicas. Luke se sente responsável por isso. Esse é o principal obstáculo que ele tem para se juntar ao mundo e (retomar) seu lugar na hierarquia Jedi, sabe? É esse peso na consciência, esse sentimento de que é culpa dele, por ele não ter detectado a escuridão nele (Kylo) antes que fosse tarde demais.

Independente de quais sejam os motivos que levaram Luke a se isolar numa ilha, vai ser uma história surpreendente para os fãs da franquia e até mesmo para Hamill.

Para o diretor Rian Johnson, criar a história de fundo para Luke foi um de seus primeiros grandes desafios ao escrever Os Últimos Jedi:

O primeiro passo para escrever isso foi descobrir por que ele está naquela ilha. Sabemos que ele não é um covarde. Ele não está apenas se escondendo porque está assustado. Mas também estamos certos de que ele deve saber que os amigos estão em perigo. Ele deve saber que a galáxia precisa dele. E ele está sentado nesta ilha no meio do nada. Tinha que haver uma resposta. Tinha que ser algo no qual Luke Skywalker acredita estar fazendo certo – e o processo de descobrir o que é e de desfazer isso, é a jornada para Rey.

O maior momento no trailer d’Os Últimos Jedi vem quando Luke fala algo com efeito bombástico: “É hora dos Jedi acabarem”. Como se verifica, a mudança de atitude de Luke pegou Hamill desprevenido, já que ele sempre viu seu personagem como um pilar de esperança:

O fato de Luke dizer: “Eu só conheço uma verdade. É hora dos Jedi acabarem…” Quero dizer, essa é uma declaração bastante surpreendente para alguém que foi o símbolo da esperança e do otimismo nos filmes originais. Quando eu li isso pela primeira vez, meu queixo caiu. Qual seria o motivo para alguém se alienar de suas convicções originais? Isso não é algo que você pode fazer em uma tarde, e eu realmente relutei em relação a isso.

Será que Luke permanecerá em seu estado pessimista, ou a chegada de Rey (Daisy Ridley) o ajudará a ver a luz novamente? Teremos que esperar até o lançamento de Star Wars: Os Últimos Jedi, que chega aos cinemas em 19 de dezembro.

Fonte: Goliath (adaptado)

Be the first to comment

Deixe uma resposta