Se Conecte com o Limbo Reverso

Destaque Capa

Os melhores games para brincar com seus filhos

Publicado há

em

Splatoon 1 or 2

 

Splatoon 1 or 2

Se você tem uma certa idade e tem filhos pequenos, há uma boa chance de você ter crescido com os videogames como uma uma grande parte da sua cultura pop. Na verdade, bem mais da metade de todos os jogadores são adultos atualmente, então o estereótipo de que videogames são apenas para crianças está muito desatualizado. Existem muitos jogos feitos “apenas para adultos” hoje em dia, que apresentam violência realista e muitas situações maduras. Esta lista não apresentará nenhum desses, então guarde os discos de Grand Theft Auto e Call of Duty.

Se você deseja compartilhar seu amor por jogos com seus filhos, ou mesmo se não tem nenhum interesse em games e simplesmente tem filhos que querem jogar os mesmos jogos dos amigos, então você veio ao lugar certo. Esta lista, feita por Devon Taylor para o site childhood.com, mostra 20 jogos apropriados para a idade que você pode apresentar aos seus filhos, ou até mesmo jogar com eles, pois quase todos apresentam algum tipo de modo multijogador.

 

De 3 a 6 anos

20. Super Mario Odyssey

Em quase todos os casos, os jogos da Nintendo são ótimos para crianças de qualquer idade. Até os adultos adoraram Super Mario Odyssey, o primeiro grande lançamento do Mario para o Nintendo Switch. O motivo pelo qual listamos este jogo como adequado para os menores garotos que jogam é simples – é uma tremenda introdução aos jogos em si. O jogo é lindo, e os gráficos de desenho animado da Nintendo certamente chamarão a atenção de seus pequeninos.

Mesmo que eles não se preocupem em realmente trabalhar nos objetivos do jogo, eles vão se divertir fazendo Mario correr pelas várias paisagens. Também existe um modo de assistência, que tornará as coisas menos frustrantes. Como a maioria dos jogos modernos, você realmente não morre ou perde vidas – você só precisa reiniciar um nível se falhar. Para os pais que jogam, há um modo multijogador que permite que um segundo jogador controle Cappy, o chapéu mágico de Mario, em um esforço cooperativo.

Plataforma: Nintendo Switch
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

Super Mario Odyssey

Via Nintendo

19. Rocket League

Este é um jogo muito interessante por envolver futebol com carros de guerra movidos a foguetes. Isso mesmo, futebol com carros de guerra movidos a foguetes, que é tão incrível quanto parece. Em sua forma mais simples, Rocket League é basicamente apenas futebol com carros a controle remoto. Você pode jogar offline ou online com vários jogadores diferentes, em uma variedade de modos de jogo e mapas (há hóquei, basquete e até mesmo um modo de jogo maluco chamado Rumble, com poderes insanos inspirados em Mario Kart). Até quatro jogadores podem jogar localmente, tornando este um ótimo jogo para toda a família.

Além disso, há também outras coisas bacanas em Rocket League. Você pode decorar e equipar seu carro com centenas de atualizações de acessórios diferentes. Pode-se passar horas apenas mudando o design de seus carros. Há também torneios diários, que podem manter seus filhos interessados no game enquanto ficam mais velhos. Sem querer que seus filhos pulem o jardim de infância, mas a Rocket League também tem uma estrutura para esportes eletrônicos bem consistente.

Dica para os pais: desative a opção Loot Crate (Caixa de Pilhagem). Embora as caixas não ofereçam nada além de atualizações em acessórios para o seu carro, seus filhos vão implorar para que você gaste dinheiro de verdade para abrir essas caixas. Considere monitorar o bate-papo de texto e voz se seu filho quiser jogar online.

Plataforma: Xbox One, PS4, PC, Nintendo Switch
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

Rocket League

Via Psyonix

 

18. Yoshi’s Woolly World

Se você não quer gastar milhares de reais nos consoles de jogos mais novos e legais, o Yoshi’s Woolly World pode ser mais adequado para você. Este título está disponível apenas no Wii U ou Nintendo 3DS, caso você tenha por aí, ou pode pegar a um custo reduzido. No estilo clássico da Nintendo, este jogo apresenta uma jogabilidade de plataforma divertida em vários níveis feitos inteiramente com fios de lã.

Como sugere o título em inglês (traduzido livremente como Mundo Feito de Lã do Yoshi), todos os personagens e níveis são desenhados com fio ou tecido, criando toneladas de visuais suaves e adequados para crianças. Como sempre, Yoshi usa a língua para engolir os inimigos – mas apenas neste jogo ele transforma os inimigos em novelos de lã, com vários usos diferentes. Yoshi’s Woolly World é um excelente game para jogar sozinho, mas realmente faz parte da lista de modo cooperativo, que permite que os dois jogadores usem o trabalho em equipe para descobrir novas áreas que não poderiam ser encontradas em jogo solo.

Além disso: Yoshi’s Woolly World é uma sequência espiritual de Kirby’s Epic Yarn (uma sequência que não influencia na outra história), um jogo de 2010 disponível no Nintendo Wii (se você tiver um desses em vez de um Wii U).

Plataformas: Wii U, Nintendo 3DS
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

Yoshi's Woolly World

Via Space.ca

17. Mario Kart 8 Deluxe

Listamos aqui a última versão de Mario Kart, intitulada “8 Deluxe” que saiu para o Nintendo Switch, mas na verdade qualquer versão de Mario Kart é um excelente complemento para uma casa com crianças. Os jogos de corrida têm um conceito simples, mesmo para jogadores mais jovens – cruzar a linha de chegada primeiro. Como outros jogos da Nintendo, os games da franquia Mario Kart são coloridos e fáceis de aprender, apresentando uma coleção de seus personagens favoritos para competir.

A versão mais recente do Switch apresenta um modo de “rodas de treinamento” (training wheels) que ajudará seu filho a aprender o básico sem ficar muito frustrado. Além disso, o famoso “alcançar a inteligência artificial” (catchup A.I) do jogo manterá as corridas fechadas, permitindo que seus filhos aprendam a emoção da vitória e a agonia da derrota. Se você não tiver um Switch, considere qualquer versão de Mario Kart que você possa ter para seu Wii U, Wii, 3DS ou até mesmo consoles mais antigos como o Mario Kart 64.

Plataformas: Nintendo Switch; edições mais antigas do jogo disponíveis em vários outros dispositivos Nintendo.
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

 Mario Kart 8 Deluxe

Via USGamer.net

16. Jogos Lego

Os jogos LEGO são praticamente iguais, mas alguns são definitivamente melhores do que outros. O principal, porém, é que você deve jogar qualquer franquia em que seus filhos conhecem e curtem. Se gostam de super-heróis, os jogos das franquias Lego Batman, DC Super-Villains, Lego Marvel Super Heroes e Avengers são excelentes opções. Se eles gostam de dinossauros, vá para o Lego Jurassic World. Existem também games de Star Wars, Harry Potter e várias outras versões, todas fornecendo praticamente a mesma jogabilidade.

Os jogos Lego são basicamente games de plataforma para resolver problemas, pois seu filho guiará os personagens Lego através de uma série de quebra-cabeças para chegar ao final de cada nível, que inclui quebrar construções de Lego, construir objetos úteis com os blocos e resolver minijogos simples. O game incentiva a repetição de tarefas, porque a maioria dos jogos inclui centenas de níveis desbloqueáveis ​​para repetir os níveis com novos personagens e descobrir segredos anteriormente inalcançáveis. Mesmo depois de o jogo ser “zerado”, há muito o que fazer – as crianças vão adorar os passeios pelo mundo livre como vários personagens da Marvel,  DC, etc, mesmo depois que o progresso do jogo alcançar 100%.

Destaca-se também o jogo Lego Worlds por ser um sandbox com maior referência aos brinquedos exclusivos Lego. Se você e seus filhos brincam com Lego, vão ter mais inspirações com esse game, que dá uma enorme liberdade para criar projetos de cenários em mundos enormes.

Plataforma: varia de acordo com o título do jogo, mas quase todas as principais plataformas de jogos (incluindo dispositivos portáteis e tablets para alguns títulos).
Classificação Etária ESRB: Também varia, mas a maioria é Livre para maiores de 10 anos, observando que cada jogo apresenta violência de desenho animado simples (ou seja, personagens de Lego quebram quando “morrem” e então se reconstroem imediatamente).

Lego Games

Via Playstation.com

15. Pac-Man Championship Edition

Não, não estamos sugerindo que você saia e encontre um fliperama antigo dos anos 80 para jogar um dos primeiros grandes sucessos dos videogames de todos os tempos. O come-come clássico foi modernizado e existem duas versões excelentes para adquirir, dependendo dos consoles que você possui. Os donos de consoles mais antigos podem procurar pelo Championship Edition DX, enquanto os proprietários da geração atual podem tentar sua sequência Champion Edition 2.

A mecânica central do “cara amarelo que come bolinhas e evita fantasmas” ainda está intacta, mas esses jogos apresentam alterações da versão clássica que os tornam mais divertidos e viciantes para os jogadores modernos. Além disso, a música e o visual podem ser intensos conforme o jogo fica cada vez mais rápido.

Como o original, Pac-Man é uma busca por pontuações altas, então não há muito sistema de progressão ou modo de história. No entanto, para os pequenos jogadores que estão apenas aprendendo a usar um controle, a jogabilidade simples (Pac-Man só funciona em quatro direções e é muito pouco necessário apertar o botão), é a introdução perfeita aos jogos. Ou apenas uma forma divertida de passar uma tarde chuvosa.

Plataforma: Championship Edition 2 no PC, PS4 e Xbox One. Championship Edition DX no PC, PS3 e Xbox 360. Você também pode encontrá-lo no celular, e versões mais antigas (clássicas) do Pac-Man estão disponíveis em quase todos os consoles de jogos já feitos.
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

ac-Man Championship Edition

Via Playstation.com

De 7 a 11 anos

14. Slime Rancher

Slime Rancher é basicamente um jogo de simulação de fazenda, mas também é o jogo de simulação de fazenda mais colorido, fofo e viciante que já jogamos. Você não cultiva milho ou cria gado em sua fazenda – em vez disso, você joga como Beatrix LaBeau, uma personagem que deixou a Terra para se dedicar à criação de slimes em um planeta distante chamado Far Far Range (Muito, Muito Longe, em tradução livre). Conforme seus filhos brincam, eles encontrarão vários tipos de slimes, que podem ser usados ​​para colher “plorts” (o subproduto para alimentar seus slimes), que são trocados por dinheiro para atualizar seu rancho e desbloquear novas áreas do mapa.

Há muito o que descobrir neste jogo, dependendo do estilo de jogo do seu filho. Eles podem querer coletar tantos tipos diferentes de slimes quanto possível. Ou talvez eles queiram moer para ganhar plort, a fim de desbloquear tudo. Por último, se eles são perfeccionistas, há um final de jogo secreto escondido para descobrir. A única desvantagem do Slime Rancher é que ele é um dos jogos desta lista apenas para um jogador (embora seja divertido assistir os outros jogarem).

Plataformas: Xbox One, PC, PS4, Nintendo Switch, Android e iOS
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

Slime Rancher

Via Newgamenetwork.com

13. Overcooked! 1 e 2

Este jogo criará um senso de trabalho em equipe ou destruirá completamente qualquer relacionamento positivo que você tenha com seu filho. Estamos brincando, é claro (eu acho). Overcooked é um simulador de cozinha agitado onde dois (ou mais) jogadores trabalham juntos para preparar comida e atender aos pedidos. Infelizmente, o design de nível inteligente torna o trabalho em conjunto um aspecto obrigatório. Você regularmente se encontrará em situações em que apenas um jogador pode acessar os ingredientes, mas o outro tem que montá-los. Ou um jogador fica preso com os pratos sujos que voltam, mas apenas o outro jogador tem acesso a uma pia. Você entendeu a ideia.

A boa notícia é que Overcooked não é tão difícil de jogar. Os controles são super simples de aprender e você pode avançar para o próximo nível completando um número mínimo de pedidos. As partes verdadeiramente frustrantes do jogo só chegam se você quiser ganhar as notas máximas (Três Estrelas) em cada nível que jogar – então você terá que planejar e executar um conjunto perfeitamente eficiente de movimentos para manter os clientes famintos felizes.

Plataformas: PS4, Xbox One, Nintendo Switch, PC
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

Overcooked

Via LooperMag.com

12. SNES Classic

Ok, estamos trapaceando um pouco agora, porque não é um único jogo. O SNES Classic é na verdade uma mini réplica de do clássico sistema de 16 bits da Nintendo dos anos 90. Ele vem pré-carregado com 21 jogos excelentes, incluindo o Star Fox 2, que era inédito até o lançamento desse console. Infelizmente, você não pode incluir jogos adicionais (sem hacká-lo) e não pode jogar nenhum cartucho SNES que você possa ter em seu baú de coisas antigas.

Os destaques são facilmente Donkey Kong Country, A Link to the Past, Super Mario World e Earthbound. Esses quatro jogos por si só são considerados clássicos e seriam uma adição bem-vinda à biblioteca de qualquer jovem jogador. Embora possam ficar desconfiados inicialmente como os gráficos retrô, o design brilhante do jogo deve fazer com que seus filhos voltem ao clássico SNES para jogar mais. Além disso, são 21 jogos por um pouco mais do que o preço de um único título de console de classificação máxima. A única parte difícil será encontrar um nas lojas.

Plataforma: O SNES Classic é uma plataforma por si só.
Classificação da ESRB: Varia, portanto, esteja avisado: existem alguns jogos violentos de desenho animado, como Contra III, Street Fighter II e Super Punch Out. Nada ultrajante ou sangrento, porém, como alguns jogos modernos.

SNES Classic

Via YouTube

11. Pokémon

Além de Mario e seus amigos, Pokémon é a outra franquia icônica da Nintendo que continua produzindo novos jogos nos dias atuais. Começando com as versões originais Red and Blue para o clássico portátil Gameboy, a franquia Pokémon agora se estende por sete gerações e apresenta um total de 807 monstros de bolso para capturar. Certo, se você quiser todos eles, se comprometerá a comprar vários jogos em vários sistemas portáteis, mas, para o bem de seus filhos, provavelmente você pode começar com apenas um. Pokémon Sun e Moon (ou Ultra Sun e Ultra Moon) são os pares mais recentes, mas qualquer versão é igualmente boa.

A jogabilidade consiste em explorar um mapa fictício, coletar Pokémon e treiná-los para serem mais fortes enquanto você luta em ginásios. Quando montar uma linha poderosa de monstros evoluídos, seu filho pode desafiar a Elite Four para se tornar o novo campeão. O aspecto de mundo aberto do Pokémon significa que há muito tempo de jogo envolvido, muitas vezes mantendo seus filhos ocupados por dezenas (ou centenas) de horas.

Plataforma: varia, mas há pelo menos uma versão para cada Gameboy, Gameboy Color, Gameboy Advance, Nintendo DS e Nintendo 3DS.
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

Pokémon

Via vg247.com

10. Minecraft

É Lego digital! Admitimos que o “modo de sobrevivência” do Minecraft pode ser um pouco difícil e complicado demais para crianças mais novas (envolvendo a fabricação de materiais para construir abrigo, armas e comida). Porém o “modo criativo” é uma explosão absoluta . Ele desbloqueou todo tipo de material de construção e permite criatividade sem limites.

Você ficará surpreso com todas as coisas legais que seus filhos construirão, de castelos enormes a extensas fazendas, vilas ou cidades inteiras. Um dos melhores recursos é que até quatro jogadores podem jogar em tela dividida ao mesmo tempo, permitindo grandes esforços de colaboração (“você constrói o telhado, estou trabalhando no fosso e na ponte levadiça”). O jogo pode ser um pouco opressor no início, mas passe alguns minutos assistindo os guias para iniciantes no YouTube e você estará pronto para começar. Ou apenas pergunte ao seu filho, que provavelmente saberá mais sobre o Minecraft do que você.

Plataforma: literalmente todas.
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 10 anos (E for Everyone 10+)

Minecraft

Via Mojang

9. Stardew Valley

Stardew Vallley é um simulador de cultivo, mas isso o torna robótico e enfadonho. Claramente inspirado na clássica franquia Harvest Moon, Stardew Valley tem muito charme misturado com seu núcleo agrícola. Você começa projetando um personagem que herda um pequeno lote de terra. Depois disso, sua jornada em Pelican Town começa. Você deve consertar suas terras agrícolas herdadas e trabalhar no cultivo e no cuidado do gado. Conforme você gera renda com suas atividades agrícolas, pode atualizar suas terras e ferramentas para aumentar a produtividade e a receita.

O verdadeiro encanto de Stardew Valley é envolver-se com NPCs (personagens não-jogadores) na cidade, incluindo a capacidade de iniciar um relacionamento e se casar. (Nota lateral: Stardew Valley foi um dos primeiros jogos que incluiu casualmente casamentos de pessoas do mesmo sexo como uma opção). O jogo está repleto de missões e recompensas e inclui mudanças de estação que afetam sua capacidade de cultivar certas safras. Porém, como Slime Rancher, este jogo ainda está restrito a um único jogador. Mas pode ser muito divertido ver seu filho cultivar sua pequena fazenda, talvez com o conselho de seus pais mais velhos e mais sábios. Ou talvez você apenas revezar!

Plataforma: PC, PS4, Xbox One, Nintendo Switch, PS Vita
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 10 anos (E for Everyone 10+)

Stardew Valley

Via Twitter

8. Splatoon 1 e 2

Facilmente o jogo “atirador” mais adequado para crianças no mercado atual, Splatoon na franquia original da Nintendo que apresenta personagens coloridos e níveis em uma batalha por território. O jogo apresenta Inklings, que são semelhantes a pequenas lulas, que devem usar suas habilidades de spray de tinta para cobrir um pequeno mapa multijogador com tinta de sua própria cor (e cobrir a tinta dos jogadores adversários).

A sequência, um dos melhores primeiros lançamentos para o Switch, inclui uma melhor campanha para um jogador do que o original. No entanto, o modo multijogador é que faz o Splatoon brilhar. Os jogadores podem jogar online ou localmente em até quatro contra quatro partidas, em uma variedade de mapas diferentes. Cada nível apresenta um design único e há várias armas de “toque” para escolher – incluindo pistolas, pulverizadores e pincéis.

Splatoon 2 recebeu consistentemente pontuações de revisão de pelo menos 80% (ou mais) por todos os principais veículos de mídia de jogos. Um item obrigatório para qualquer proprietário de Switch.

Plataforma: Wii U (Splatoon 1) e Nintendo Switch (Splatoon 2)
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 10 anos (E for Everyone 10+)

Splatoon 1 or 2

Via NicheGamer.com

A partir de 12 anos

7. Jogos FIFA / EA

Independente do que você pode achar de positivo ou negativo em relação à Eletronic Arts, uma coisa é certa: ninguém faz jogos de esportes melhor do que eles. Em particular, os jogos FIFA, NHL e Madden são best-sellers anuais e obrigatórios para qualquer jogador que também adore esse esporte em particular.

Os jogos da FIFA apresentam times de clubes de todo o mundo, assim como a maioria das seleções nacionais relevantes. Você pode jogar com (ou contra) seus filhos loucos por esportes em uma batalha pela supremacia na sala de estar. Os jogos online também contam com vários contra vários jogadores, e outras modalidades de futebol como street.

Plataforma: PC, Nintendo Switch, PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One (embora os jogos da última geração sejam agora severamente limitados).
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 13 anos (T for Teen)

FIFA/EA Games

Via USGamer.net

6. Overwatch

Aqui está um fato simples para jogadores desta idade (e ainda mais jovens): eles vão querer jogar o mais novo e violento jogo de tiro em primeira pessoa disponível. O último Call of Duty ou Battlefield ou Doom ou qualquer outra coisa. Pode ser tentador ceder, mas esses jogos são classificados como 18 anos ou mais (M for Mature) por uma razão, e eles são realmente feitos para jogadores adultos (17+), não adolescentes. É aí que entra Overwatch, um FPS competitivo baseado em equipes que se concentra mais em armamentos mágicos e de ficção científica do que em violência sangrenta.

O jogo apresenta mais de 20 “heróis” diferentes, cada um com suas próprias características e estilos de jogo. Se você tem uma mira ruim, por exemplo, talvez assuma o papel de um curador e apoie sua equipe por trás da linha de frente. Há um foco maior em jogar o objetivo (defender pontos no mapa ou escoltar uma carga útil), então não há muito benefício em correr ao redor do mapa e atirar cegamente nos jogadores inimigos. Somente uma forte ênfase no trabalho em equipe levará sua equipe à vitória.

Plataforma: PC, Xbox One, PS4
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 10 anos (E for Everyone 10+)

Overwatch

Via Destructoid

5. Portal 2

O primeiro jogo de Portal foi uma sensação surpresa quando foi lançado para PC e incluído no disco de compilação da Valve, The Orange Box, em 2007. O peculiar jogo de quebra-cabeça baseado na física tornou-se um grande fenômeno, o que significava uma sequência mais longa e mais polida seguida em 2011. Embora a campanha para um jogador do Portal 2 também seja excelente, a seção multiplayer é uma das melhores partes de resolução de quebra-cabeças em qualquer game – de todos os tempos.

Dois jogadores assumem os papéis de Atlas e P-Body, um par de robôs de teste encarregados de completar câmaras de teste cada vez mais difíceis. As primeiras são fáceis, mas logo os jogadores serão forçados a trabalhar juntos para resolver câmaras mais complicadas, exigindo muita comunicação e trabalho em equipe. Embora os portais estejam sempre incluídos, novos elementos como gel de propulsão e pontes de luz são introduzidos para apimentar as coisas conforme você avança. É muito divertido brincar com uma criança mais velha, mas esteja avisado – pode ser frustrante se você ficar preso em uma solução. Embora o sentimento de orgulho por descobrir (sem consultar o YouTube) para obter ajuda valha totalmente a pena.

Observação lateral: ainda estamos orando por uma remasterização deste jogo para PS4, PS5, Xbox One e Series X/S

Plataforma: PC, PS3, Xbox 360.
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 10 anos (E for Everyone 10+)

Portal 2

Via Amazon

4. Super Mario Maker

O encanador de bigode residente da Nintendo faz uma aparição final em nossa lista com Super Mario Maker. Embora o conceito deste jogo seja semelhante ao da maioria dos outros jogos Mario (é um jogo de plataforma básico), nós o incluímos por um motivo extra. O jogo apresenta um recurso de design de nível verdadeiramente profundo, permitindo que seus filhos criem seus próprios níveis de Mario. Se eles provarem que os níveis são realmente superáveis, eles podem enviá-los para outros jogadores experimentarem. Da mesma forma, existem milhares de níveis criados por jogadores disponíveis para baixar e experimentar.

Existem níveis de todas as dificuldades disponíveis, então não pense que você está preso aos níveis ultra-difíceis que são basicamente uma tortura nos videogames. A melhor parte deste jogo é ver a criatividade do seu filho ganhar vida, enquanto ele projeta, decora e melhora seus níveis. Para pais nostálgicos, os níveis também podem ser projetados no antigo estilo de jogos Mario NES e SNES. Tecnicamente, não há multijogador neste, mas o level design (desenho do nível) pode certamente ser um esforço colaborativo.

Plataforma: Wii U, Nintendo 3DS
Classificação Etária ESRB: Para todas as idades (E for Everyone)

Super Mario Maker

Via Time.com

3. Roblox

Roblox é frequentemente descrito como Minecraft para um público mais velho. É um jogo online multiplayer massivo (MMO em inglês, para usar o vocabulário gamer) onde os jogadores podem entrar em diferentes minijogos, todos projetados por outros jogadores usando peças semelhantes a Lego. Alguns estilos populares são os tipos de jogos “Policiais e Ladrões” ou “Encontre o Assassino”.

Roblox também é um pouco de rede social em si, com criadores de nível anunciando suas criações e até mesmo conquistando fãs ao longo do caminho. Se seu filho estiver interessado, existe a opção de projetar seus próprios níveis – talvez um sinal precoce de uma carreira em design ou desenvolvimento de jogos eletrônicos? Há muita variedade e opções no Roblox, então as possibilidades são quase infinitas. Esteja avisado, o jogo é gratuito, mas tem muitas opções para compras de microtransações (cuja moeda é o Robux). Pais, certifique-se de que esses recursos de compra automática estejam desligados. Felizmente, o game pode ser jogado muito bem sem gastar muito dinheiro (ou nenhum).

Plataforma: PC, Xbox One, Mobile, PS4 (em breve)
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 10 anos (E for Everyone 10+) – mas fique atento, já que o game é jogado principalmente online e essas interações podem variar.

Roblox

Via Roblox.com

2. Trials Fusion

Aqui está um jogo de corrida de moto que é fácil de aprender, mas difícil de dominar. O Trials Fusion tem um conceito simples – dirija sua bicicleta da esquerda para a direita usando apenas os seguintes mecanismos – aceleração, freio, inclinação para frente, inclinação para trás. Mas as pistas estão cheias de obstáculos e saltos para você enfrentar, o que significa que um grande acidente está a apenas um pequeno erro de distância. Embora os níveis sejam projetados em 3D, o jogo é, na verdade, jogado em um plano 2D como jogos de plataforma clássicos.

Este é um ótimo jogo para brincar com seus filhos enquanto você compete pelos melhores tempos em qualquer nível. Existem várias motocicletas e novos níveis para desbloquear conforme você avança. O modo multiplayer permite que até oito jogadores (quatro no Xbox 360) corram simultaneamente em um conjunto diferente de pistas. Você também pode competir contra outros jogadores online. Um aviso: o nível de dificuldade aumenta consideravelmente à medida que você chega aos últimos níveis, então tente não ficar frustrado. Sugira a seus filhos que, em vez disso, tentem melhorar os tempos nos níveis anteriores, se estiverem travados.

Plataforma: PC, PS4, Xbox One, Xbox 360
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 10 anos (E for Everyone 10+)

Trials Fusion

Via Amazon

1. Fortnite

Descrito como um cruzamento entre Minecraft (veja acima) e Left 4 Dead (um game de tiro cooperativo em zumbis), Fortnite é um jogo que requer até quatro jogadores trabalhando juntos para sobreviver em mapas gerados aleatoriamente após uma tempestade mundial acabar a maioria da população humana e deixa criaturas semelhantes a zumbis para atacar todos os que sobraram.

Os jogadores devem coletar recursos, fortalecer seu abrigo e criar estratégias defensivas para sobreviver ao clima e aos monstros. Eles também podem usar peças coletadas para criar armas e armadilhas para lutar contra a horda. Quanto mais objetivos forem concluídos, melhores atualizações o jogador pode obter para seu personagem e seus objetos de defesa.

Após seu lançamento inicial, Fortnite adicionou um modo Battle Royale, com até 100 jogadores competindo para ser o último jogador (ou equipe de quatro) em pé. Todos os jogadores começam sem recursos e devem lutar para criar armas, armaduras e abrigos. Gradualmente, a tempestade se aproxima de todos os lados, forçando os jogadores a se encontrarem. Este modo de jogo se tornou um fenômeno em 2018.

Plataforma: PC, PS4, Xbox One
Classificação Etária ESRB: Para idades acima dos 13 anos (T for Teen)

Fortnite

Via Childhood.com

 

Fonte: Childhood.com (adaptado)

 

Continuar Lendo
Clique para Comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque Capa

Como limpar suas figuras de ação

Publicado há

em

Esse passo a passo simples (porém muito útil) é baseado no texto original de Reis O’Brien para o site The Spruce Crafts. Usamos esse método de limpeza em algumas figuras de ação há alguns anos e achamos o mais seguro e efetivo, desde que sigam o passo a passo com atenção. Recomendamos inclusive que seja feito esse processo logo quando as figuras forem compradas, já que não sabemos quais tipos de sujeira elas possuem, e seus defeitos escondidos. Então, vamos lá!

 

Uma figura de ação limpa é uma figura de ação feliz

Às vezes, você encontra aquela figura de ação rara que procura há anos no canto de um bazar ou em uma venda de garagem ou no Mercado Livre, Shopee e, embora tenha feito um ótimo negócio, percebe que essa figura já teve dias melhores. Há um pouco de mancha e sujeira acumulada nas articulações, tem alguma gosma misteriosa presa no pé esquerdo e anos de poeira do sótão fizeram essa figura de ação precisar seriamente de um banho.

Não é um problema! Tudo que você precisa são alguns suprimentos domésticos básicos e já está pronto para começar.

A primeira coisa que você precisa é de uma bacia com água morna (não quente!). A água quente pode fazer com que o plástico amoleça e fique deformado; água morna vai fazer muito bem. A bacia deve ser grande o suficiente para submergir completamente a figura.

 

O que você precisará

Você precisará encontrar uma escova de dentes com cerdas macias. Uma nova funciona melhor, pois estará livre de resíduos de pasta de dente, que podem ser abrasivos e arranhar a tinta da figura.

Você também precisará de um sabonete líquido, como sabonete para as mãos ou detergente para louça que não contenha hidratantes. Os hidratantes deixarão sua figura com uma sensação gordurosa e podem ter efeitos adversos na pintura ou no plástico.

Além disso, pegue toalhas de papel, algumas para trabalhar e outras para mais tarde.

E não se esqueça da sua figura de ação! Nas experiências do Limbo Reverso, geralmente utilizamos bonecos usados da linha Marvel Legends comprados pela internet.

 

Dê uma boa olhada em sua figura

Examine sua figura com muito cuidado, observando os pontos mais problemáticos. Veja como as figuras tendem a ficar com muita sujeira dentro e ao redor de suas articulações. Além disso, procure as regiões com maiores problemas, como manchas mais fortes.

Se você identificar áreas problemáticas, certifique-se de dar atenção suficiente a elas durante a limpeza.

 

Um bom banho relaxante

Mergulhe a figura na água morna por cerca de 5 minutos. Isso removerá a maior parte da poeira e começará a agir nas piores áreas, quebrando a sujeira e outras substâncias que possam ter se acumulado.

 

Esfregue, esfregue, esfregue!

Coloque uma pequena quantidade de sabão na escova de dentes, apenas uma pequena gota, e comece a esfregar suavemente a figura, ainda molhada da imersão. Não use muita pressão, apenas o suficiente para limpar a sujeira e as manchas.

Usando movimentos curtos e uniformes, esfregue a figura da cabeça aos pés, certificando-se de entrar nas articulações e em qualquer outra área de difícil acesso.

Ensaboe a figura!

Depois de colocar o sabão em todos os cantos e furos, deixe a figura descansar em uma toalha de papel por cerca de 1 minuto. Isso dará aos detergentes do sabão ainda mais tempo para quebrar quaisquer manchas realmente difíceis que a figura possa ter.

Certifique-se de não deixar a figura muito tempo ensaboada; você não vai querer que o sabão seque na figura.

A Esfoliação Final

Coloque a figura de volta na bacia de água morna e use a escova de dentes para dar uma esfregada final. Este passo deve realmente limpar as partes mais difíceis.

Novamente, certifique-se de usar uma pressão suave e uniforme com a escova de dentes.

 

Enxaguar Completamente

Levando a figura de ação para a pia da cozinha ou do banheiro, passe-a sob um pouco de água morna para lavar o excesso de sabão e sujeira. Vire a figura de cabeça para baixo, de lado e de todas as maneiras que você puder imaginar. Isso garantirá que cada pequena área da figura seja bem enxaguada, tirando todos os resíduos de sabão.

 

Uma Secagem Suave

Com uma toalha de papel, dê leves batidinhas na figura, absorvendo o máximo de água que puder. Você deve ter cuidado para não esfregar com a toalha de papel, pois isso é apenas um desgaste desnecessário na pintura, já que algumas toalhas de papel podem ser um pouco abrasivas.

Não use secador de cabelo! Parece uma tentadora economia de tempo, mas acabará por arruinar sua figura, que é feita de um plástico que não foi projetado para suportar esse tipo de calor.

 

Agora deixe descansar um pouco

Depois de deixar a figura quase seca, você precisará pegar outro pedaço de papel-toalha limpo e simplesmente deixar a figura descansar sobre ela para secar ainda mais. Existem muitas pequenas áreas em uma figura de ação que a toalha de papel não pode alcançar e você terá que deixar a boa e velha evaporação fazer seu trabalho.

Guarde a figura em sua toalha em um local seguro, longe da luz solar direta (a luz do sol pode destruir uma figura de ação) e de preferência onde não fique muito empoeirado.

Deixe a figura descansar por cerca de 12 horas antes de colocá-la de volta na prateleira.

Fonte: The Spruce Crafts (adaptado)

Continuar Lendo

Destaque Capa

Lista completa de filmes e séries da Marvel Studios em 2022

Publicado há

em

O Universo Cinematográfico da Marvel (UCM, ou MCU em inglês) continua a crescer no Multiverso em 2022. Depois de 2020 se tornar o primeiro ano sem um filme da Marvel Studios desde 2009, em meio a uma pandemia desafiadora, a Marvel inaugurou a Fase 4 do MCU com uma expansão para a tela pequena que era tudo menos “pequena.” Em janeiro, a série vencedora do Emmy WandaVision estreou na Disney+ como a primeira série original da Marvel Studios, seguida por Falcão e o Soldado Invernal, Loki, a primeira série animada dos estúdios, What If…? (O Que Aconteceria Se…?), e o sucesso de Natal, Gavião Arqueiro. Em dezembro, após o lançamento dos blockbusters Viúva Negra, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis e Eternos, a Marvel encerrou 2021 com Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, da Sony, o primeiro filme a fazer o que só uma aranha pode: se tornar o único filme de bilheteria de 1 bilhão de dólares em plena era da pandemia.

Em 2022, outra era começa quando a Fase 4 continua a explorar o Multiverso com o retorno e novos super-heróis como Cavaleiro da Lua (Oscar Isaac), Mulher-Hulk (Tatiana Maslany), Kamala Khan (Iman Vellani) e Riri “Ironheart” Williams (Dominque Thorne). Confira abaixo os filmes e séries do Disney+ anunciados para 2022:

Moon Knight (Cavaleiro da Lua)

Oscar Isaac (X-Men: Apocalipse, Star Wars: A Ascensão Skywalker) interpreta Marc Spector, um ex-fuzileiro naval que se tornou mercenário com transtorno dissociativo de identidade, e então é escolhido pelo deus da lua egípcio Konshu para se tornar o “cavaleiro da lua”. O cineasta egípcio Mohamed Diab (Clash, Cairo 678) e a dupla Justin Benson e Aaron Moorhead (V/H/S: Viral, Synchronic) dirigem a série co-estrelada por Ethan Hawke (A Entidade) e May Calamawy (Ramy).

Data de lançamento: 2022 (dia ainda será anunciado) na Disney+

Doctor Strange in the Multiverse of Madness (Doutor Estranho no Multiverso da Loucura)

Saindo dos eventos de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, o feiticeiro Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) retorna em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura. Do diretor original da trilogia do Homem-Aranha, Sam Raimi, a sequência do filme original Doutor Estranho de 2016 une o bom médico ao Feiticeiro Supremo Wong (Benedict Wong), a Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) e a estreante do MCU America Chavez (Xochitl Gomez) enquanto enfrentam a maior ameaça a todo o Multiverso: Stephen Strange!

Data de lançamento: 6 de maio de 2022 nos cinemas

 

She-Hulk (Mulher-Hulk)

Conheça Jennifer Walters (Tatiana Maslany), uma advogada especializada em casos jurídicos relacionados a super-humanos. A produtora executiva Kat Coiro (Brooklyn Nine-Nine, It’s Always Sunny in Philadelphia) e Anu Valia (Awkwafina Is Nora from Queens, Eu Nunca…) dirigem a série de comédia jurídica da produtora executiva e roteirista Jessica Gao (Frango Robô, Rick e Morty). Mulher-Hulk promete dar as boas-vindas a vários personagens da Marvel na série, incluindo o primo Vingador de Jennifer, Bruce Banner (Mark Ruffalo), e o vilão Abominável (Tim Roth), do filme O Incrível Hulk.

Data de lançamento: 2022 (dia ainda será anunciado) na Disney+

 

Secret Invasion (Invasão Secreta)

Uma adaptação do evento da Marvel Comics de mesmo nome, Invasão Secreta reúne o ex-espião da SHIELD Nick Fury (Samuel L. Jackson) e o metamorfo Skrull Talos (Ben Mendelsohn) após os filmes Capitã Marvel e Homem-Aranha: Longe de Casa, de 2019. Thomas Bezucha (Tudo em Família, Deixe-o Partir) e Ali Selim (Criminal Minds, Manhunt: Deadly Games) dirigem a série conectada a Capitã Marvel 2.

Data de lançamento: 2022 (dia ainda será anunciado) na Disney+

 

Thor: Love and Thunder (Thor: Amor e Trovão)

Reunindo os poderosos Thor (Chris Hemsworth) e Jane Foster (Natalie Portman), a sequência do diretor Taika Waititi para Thor: Ragnarok de 2017 apresenta os Guardiões da Galáxia e Gorr, o matador de deuses, o Carniceiro dos Deuses (Christian Bale). Após os eventos de Vingadores: Ultimato, Jane prova ser digna do poder do Mjolnir em Thor 4, que chega aos cinemas neste inverno.

Data de lançamento: 8 de julho de 2022 nos cinemas

 

Ms. Marvel

Antes que ela entre em ação ao lado da Capitã Marvel (Brie Larson) e Monica Rambeau (Teyonah Parris) em The Marvels de 2023, conheça a Ms. Marvel (Vellani) em sua série com mesmo nome realizada pela Marvel Studios. Adil El Arbi e Bilall Fallah (Bad Boys para Sempre, Batgirl) estão entre os diretores da série derivada do escritor principal Bisha K. Ali (série Loki, da Marvel).

Data de lançamento: meados de 2022 na Disney+

Black Panther: Wakanda Forever  (Pantera Negra: Wakanda para Sempre)

A continuação do diretor Ryan Coogler para Pantera Negra de 2018 irá explorar os personagens e o mundo de Wakanda, o reino africano que já foi governado pelo rei T’Challa (Chadwick Boseman). A Marvel Studios anunciou que não irá reformular o papel de Boseman na sequência estrelada por Shuri (Letitia Wright), Ramonda (Angela Bassett), Nakia (Lupita Nyong’o), M’Baku (Winston Duke) e a General Okoye dasDora Milaje (Danai Gurira).

Data de lançamento: 11 de novembro de 2022 nos cinemas

 

The Guardians of the Galaxy Holiday Special (Especial de Natal dos Guardiões da Galáxia)

Do cineasta da franquia Guardiões da Galáxia, James Gunn, vem um spin-off especial antes de Guardiões da Galáxia Vol. 3 . Inspirado no Especial de Natal de Star Wars de 1978, o primeiro especial de televisão da Marvel segue o retorno de Groot (voz de Vin Diesel) ao seu planeta natal no Planeta X com os amigos Senhor das Estrelas (Chris Pratt), Gamora (Zoe Saldana), Drax (Dave Bautista), Nebula (Karen Gillan), Mantis (Pom Klementieff) e Rocket Racoon (voz de Bradley Cooper).

Data de lançamento: dezembro de 2022 na Disney+

 

Fonte: Comicbook (adaptado)

Continuar Lendo

DC Comics

DC revela novo Robin

Publicado há

em

Por muitos anos, havia apenas um Robin e, com o passar do tempo, o papel de parceiro do Batman se transformou em um posto legado que muitos carregaram ao longo do tempo. A continuidade principal da DC Comics permitiu principalmente que Damian Wayne permanecesse como o atual Robin, com nomes como Tim Drake, Stephanie Brown e outros se graduando em outras identidades heróicas, mas uma nova edição desta semana confirmou que outro personagem acabou tomando o título de Damian. Embora a edição de quadrinhos Batman/Catwoman Special n. 1, lançado como um interlúdio entre as edições da série de Tom King, passe a maior parte do tempo focando nos dois heróis titulares (Batman e Mulher-Gato), há um momento em que vemos que sua filha Helena se tornou Robin pelo menos por um momento.

A nova edição segue a vida da Mulher-Gato essencialmente do início ao fim, avançando alguns anos a cada duas páginas e focando em como sua vida está interligada com a de Batman desde que ela era jovem. Eventualmente, vemos a aproximação se desenrolar entre os dois, com Selina eventualmente engravidando e dando à luz Helena (que age no futuro como Batwoman na série limitada Batman/Catwoman). O especial de hoje alcança a adolescência de Helena em um certo ponto, revelando que seus pais discordam sobre levá-la para o campo de batalha, apenas para Bruce agir por conta própria e e fazer dela a nova Robin, lutando ao lado de sua mãe e seu pai. Confira abaixo.

Imagem: DC Comics

Legenda – Mulher-Gato: “Isso não é bom? E no Natal. Todo mundo com pressa. Eu acho que não ficamos mais juntos.” / Batman: “Gata, não é o momento…” / Helena: “Mãe, não é hora pra isso.” 

Infelizmente, não conseguimos conferir o uniforme completo de Robin, mas descobrimos que o nome completo dela neste futuro em potencial é “Helena Alfreda Wayne”. Há também um momento de ternura entre ela e sua mãe, em que Helena repete um mantra que sua mãe incutiu nela por seu tempo lutando contra o crime: “Se eu ver o Coringa, corro para o outro lado”, que ela repete três vezes.

Você pode encontrar o texto de propaganda completo e a arte da capa da edição abaixo.

 

Imagem: DC Comics

BATMAN CATWOMAN SPECIAL n.1
Escrito por Tom King e outros

Arte de John Paul Leon, Tommy Lee Edwards, Bernard Chang, Mitch Gerads e outros

Alguns grandes romances estão destinados a ser. A série Batman/Catwoman mostra aos leitores o romance entre Bruce Wayne e Selina Kyle à medida que mudava ao longo de suas vidas, mas, e suas conexões antes de se tornarem aventureiros fantasiados? Esta edição especial e meticulosamente ilustrada de John Paul Leon (Batman: Creature of the Night) traça a vida de Selina Kyle desde seus primeiros dias até sua entrada no submundo do crime e revela que Bruce era realmente uma presença em sua vida. durante todo esse tempo. Seja destino ou coincidência, esta história dá ainda mais razões para confirmarmos que a conexão entre Selina e Bruce é um dos casos de amor mais duradouros dos quadrinhos. Agora expandido para celebrar o legado do icônico artista John Paul Leon, cuja morte prematura após uma longa batalha contra o câncer chocou o mundo dos quadrinhos, este especial apresentará seu trabalho concluído para a história original e homenagens criadas em seu nome por alguns de seus amigos e admiradores mais próximos.

Fonte: Comicbook.com / (adaptado)

Continuar Lendo

Populares