Agora o Nintendo Switch armazena informações do cartão de crédito e melhora a utilização do eShop

Usuários do Switch agora poderão deixar seus dados do cartão de crédito salvos.

Desde seu lançamento, os usuários do Nintendo Switch tinham que inserir suas informações de cartão de crédito cada vez que visitavam o eShop. Isso era irritante considerando que cada loja online na internet armazena suas próprias informações do usuário. A Nintendo finalmente levou o eShop do Switch para os padrões de 2017, uma vez que agora irá armazenar informações do cartão de crédito do usuário.

As informações do cartão de crédito são armazenadas no Switch do usuário e não em servidores da Nintendo. As informações são criptografadas e podem ser protegidas por senha. Se houver vários usuários em uma casa, essa proteção ajudará a evitar que usem as contas dos outros sem permissão. Todas essas medidas ajudarão a proteger as informações de cartão de crédito das pessoas caso os servidores da Nintendo sejam hackeados. A empresa certamente não quer experimentar o que aconteceu com a Sony em 2011, quando a PlayStation Network foi invadida.

A Nintendo possui uma segurança que evita ataques de hackers como os que afetaram a PlayStation Network da Sony.

As eShops do Wii U e 3DS já armazenavam informações de uma pessoa, por isso não está claro por que demorou tanto tempo para a loja no Switch fazer o mesmo. É possível que a Nintendo só queria ter a certeza absoluta de que a informação privada dos clientes não teria risco de ser comprometida. Seja qual for o caso, os usuários devem estar satisfeitos por terem menos informações para digitar sempre que quiserem comprar um game digital do Switch (talvez um outro além do Zelda).

A atualização vem junto de algumas outras boas melhorias no eShop, como a capacidade de visualizar todos os softwares e pesquisa por mais detalhes como preço.

O eShop recebeu também outras melhorias que o tornará mais amigável.

Agora que as pessoas podem armazenar suas informações de cartão de crédito no Switch, a Nintendo fará com que seja possível armazenar a senha. Assim como acontecia com as informações de cartão de crédito, os usuários devem sempre digitar sua senha para acessar o próprio eShop. Esta é a principal razão para muitas pessoas não navegarem no eShop tanto quanto gostariam. Mas é possível que a Nintendo eventualmente corrija logo essa questão. O eShop é um trabalho em andamento, e ser paciente parece a melhor forma de lhe dar com isso.

Aqueles que não querem armazenar suas informações do cartão de crédito no Switch, podem comprar cartões pré-pagos do Nintendo eShop em estabelecimentos comerciais. Essa também é a melhor maneira de comprar digitalmente softwares japoneses digitalmente no sistema free-region (sem restrição de país).

Fonte: Geek.com (adaptado)