Filme sobre jovem Bruce Lee ‘Little Dragon’ começa a ser filmado nesse inverno

Dirigido pelo cineasta indiano Shekhar Kapur e com apoio de investidores chineses, o filme irá explorar os primeiros dias tumultuados da lenda das artes marciais, na Hong Kong dos anos 50.

Os anos de formação e as novas aventuras da lenda das artes marciais Bruce Lee estão sendo trabalhados para aparecer na tela do cinema.

O cineasta indiano Shekhar Kapur, diretor da biografia Elizabeth (1998) e Elizabeth: A Era de Ouro, ou The Golden Age (2007), assinou um contrato para co-escrever e dirigir Little Dragon (Pequeno Dragão). O filme trata dos primeiros dias de Bruce Lee no colorido mundo dos anos 50, em Hong Kong.

A veterana diretora de elenco em Hollywood, Mary Vernieu, está atualmente liderando uma busca mundial pelo ator que irá interpretar o carismático Lee adolescente.

O filme será co-roteirizado e produzido pela filha de Lee, Shannon Lee, que dirige a Bruce Lee Entertainment, uma divisão da Bruce Lee Family Company, a qual se dedica a promover e proteger o legado de Lee e suas ideias.

Os produtores ainda estão à procura do ator que terá a grande responsabilidade de representar o maior ícone das artes marciais no mundo.

“O filme será uma tomada contemporânea de Bruce Lee que, além de ser considerado o mais talentoso e famoso artista marcial de todos os tempos, é atualmente também considerado como um importante filósofo por direito próprio”, disse Kapur em um comunicado. “É importante que o público de hoje possa relacionar suas próprias vidas com a jornada de Bruce Lee, que consegue aproveitar sua sabedoria interior e aproveitar seu verdadeiro destino antes que seja tarde demais”.

Ip Man e seu mais famoso aluno Bruce Lee

O filme acompanhará um jovem Lee, que enfrenta “a decepção da família, o amor jovem, a verdadeira amizade, a traição, o racismo, as dificuldades profundas e o fogo interior que ameaça desvendar seu destino”, dizem os produtores.

Little Dragon está sendo planejado como uma co-produção oficial entre os EUA e a China, com várias empresas chinesas ligadas ao co-financiamento e co-produção. Essas entidades incluem o Dadi Media Group, a Golden World Pictures, a Shanghai Longzhilin Cultural Investment Partnership e a Kirin Media.

“Eu sempre pensei que um filme sobre como a vida de meu pai foi moldada, em seus primeiros anos em Hong Kong, seria uma história interessante para compartilhar, para que pudéssemos melhor entendê-lo como um ser humano e um guerreiro”, disse Shannon Lee em um comunicado.

Atualmente em fase de pré-produção, o projeto começará a ser filmado no meio deste ano, na China e na Malásia, conforme informaram as empresas parceiras.

Yu-San Yu, Allen Tan, Leo Zheng e Jeff Chao, junto com Kapur, agirão como produtores executivos.

Tim Kwok, da Convergence Entertainment, que irá produzir com Lee, acrescentou: “Este filme é uma exploração profundamente pessoal de Bruce antes de seu poder interior e disciplina forjarem ele como o ícone inovador que continua até hoje inspirando as pessoas em todo o mundo”.

Bruce Lee em Hong Kong nos anos 1950

Fonte: Hollywood Reporter (adaptado)