Cinco coisas que você não sabia sobre Star Wars: O Despertar da Força

Desde a participação oculta de Daniel Craig, é preciso olhar novamente para detalhes ocultos e interessantes desse filme

Para determinados filmes, assistir apenas uma vez nunca é suficiente. No caso de Star Wars: O Despertar da Força, talvez seja necessário assistir mais que duas vezes para se perceber alguns segredos desse sucesso do cinema. E abaixo seguem cinco razões para conferir o filme novamente:

1. Participação especial e oculta de Daniel Craig

danielcraig_3

O ator que interpretou James Bond tem uma pequena participação como o stormtrooper apropriadamente chamado JB-007. Boatos dão conta que Craig estava filmando Spectre no mesmo estúdio em Londres e foi visitar o diretor do filme JJ Abrams, que entregou ao ator a vestimenta branca. Você consegue descobrir qual é ele?

2. Metendo os pés pelas mãos

sw-image-13-8-121

Fãs bem atentos podem perceber um erro nas primeiras cenas de Finn (John Boyega). Quando ele está caracterizado como um stormtrooper, pode se observar ele usando as botas típicas dos soldados do Império, mas depois podemos ver ele usando um par completamente diferente, enquanto foge com Rey. Opa!

3. Olha seu número!

picmonkey-collage4

O número de identificação de Finn quando está caracterizado de stormtrooper é FN-2187. É uma referência ao primeiro filme de Star Wars: é o mesmo número da cela onde a Princesa Leia ficou presa.

4. Erro no uso da medida parsec

millenium-falcon-feat

É a gafe que os fãs da franquia adoram odiar. E não é que o problema da unidade parsec apareceu novamente? Para aqueles que não estão a par da linguagem do espaço sideral, um parsec é uma unidade de distância, mas foi usado para medir o tempo nos filmes originais de Star Wars e agora novamente em O Despertar da Força.

5. O grito Wilhelm

maxresdefault

O grito Wilhelm é conhecido no mundo dos filmes como um efeito sonoro de alguém gritando desesperado. É basicamente um efeito usado desde os anos 1950 e filmes mais populares dos anos 1980 como Indiana Jones. Provavelmente você já deve ter ouvido centena de vezes, mas nunca prestou atenção a ele. Foi utilizado pela primeira vez no filme do velho oeste Tambores Distantes de Gary Cooper em 1951 e desde então tem sido utilizado em mais de 250 filmes, incluindo todos da franquia Star Wars. Mantenha seus ouvidos atentos durante a fuga de Finn e Poe da Primeira Ordem, a dica está na imagem acima.